• 226097164 | 966530152

Atendimento de 2ª a 6ª feira:10h00-20h00 | Sábados: 9h30-13h00

Reabilitação oral

reabilitacao oralSubstituir dentes em falta

Os dentes em falta podem e devem ser substituídos. Este facto é importante devido a cada espaço na dentição constituir um potencial problema na saúde dentária a longo prazo.

De facto, mesmo um único dente em falta pode provocar, em último caso, a perda de outros dentes e, possivelmente, a alteração permanente da aparência facial.

As pessoas perdem dentes por diversas razões – por acidentes, doenças ou por cuidados deficientes. Outras pessoas herdam maus dentes.

Independentemente da razão, as consequências imediatas podem ter um impacto negativo na qualidade de vida. Essas pessoas deixam de poder comer os alimentos de que gostam. Como muitas vezes se sentem inseguras quanto ao seu aspecto físico, deixam de rir e sorrir espontaneamente.

Parar a reacção em cadeia

Infelizmente, estas alterações a curto prazo podem ser apenas o início. Os dentes adjacentes podem colapsar para o espaço do dente em falta, enquanto os dentes no maxilar oposto podem crescer para esses espaços. Dentes em falta a longo prazo podem também levar à reabsorção óssea – ou à redução gradual.

Isto enfraquece os dentes adjacentes, podendo estes também cair. Em resumo, a perda de apenas um dente pode desencadear uma reacção em cadeia que, se não for examinada, pode levar a danos físicos irreversíveis e permanentes.

Tomar uma atitude

Felizmente, as soluções dentárias modernas podem ajudá-lo, bem como ao seu dentista, a controlar a situação numa fase inicial do processo, impedir mais danos e restaurar a sua saúde oral.

Ao fechar todos os espaços o mais rapidamente possível, constrói alicerces firmes para uma vida mais feliz e produtiva que lhe permite aparentar- e sentir – o seu melhor.

Prótese fixa

Na ausência total de dentes

A perda de todos os dentes pode ter um impacto devastador na qualidade de vida. Faz, muitas vezes, com que as pessoas aparentem ser mais velhas do que se sentem.

As soluções convencionais incluem o ajuste da base da prótese ao tecido gengival com um adesivo dentário ou mantendo-a no devido local através de uma selagem ao longo da extremidade da prótese.

O sucesso das soluções convencionais depende, em grande parte, da quantidade de osso residual e tecidos moles. A folga na fixação da substituição dos dentes pode também reduzir a capacidade mastigatória, o que pode levar a uma dieta desiquilibrada e à fraca digestão – vegetais e frutas estaladiços, por exemplo, são praticamente impossíveis de comer.

A perda óssea pode também progredir e a funcionalidade da substituição dos dentes diminuirá progressivamente.

Quando o palato é coberto por uma prótese superior, pode também ser expectável uma redução no sentido do gosto.
Por contraste, a prótese implantosuportada funciona e tem a aparência dos dentes naturais. Os pacientes afirmam que a maior vantagem das próteses dentárias implantosuportadas é a recuperação da auto-estima. Para eles, é novamente possível comer, falar e rir de uma forma desinibida.

Outra vantagem é a ausência dos aspectos desagradáveis das próteses dentárias convencionais, incluindo o ajuste inadequado e adesivos incómodos. As pessoas com substituições de dentes com ajuste seguro sentem-se melhor, têm melhor aparência e desfrutam de uma maior qualidade de vida.

Ponte aparafusada sobre implantes

Uma prótese fixa consiste numa ponte de implantes dentários suportada por quatro ou mais implantes.

A prótese é fixada firmemente aos implantes dentários e a gengiva permanece livre. Como resultado, o sentido do gosto é mantido. As pontes aparafusadas permitem que os dentes funcionem sem restrições.

Ponte aparafusada sobre implantes
protese total aparafusada
Ponte aparafusada sobre implantes
protese aparafusada sobre implantes

Sobredentadura

Sobredentadura por barra
sobredentadura por barra
Sobredentadura por barra
sobredentadura por barra

Por barra:

A barra funciona como um elemento de suporte para uma prótese removível e é suportada por dois ou mais implantes. A prótese é fixada à barra para possibilitar uma retenção segura. A prótese é removível para uma limpeza fácil.

Por bola:

Uma prótese removível fixada em dois ou mais implantes utilizando âncoras mecânicas, que retêm a prótese de uma forma muito segura. Após a colocação, uma prótese implantosuportada tem, em grande parte, a função e a aparência de dentes naturais. O sentido do gosto é preservado, dado que o palato não é coberto por uma prótese em acrílico. Deve ser removida para limpeza.

Sobredentadura por bola
sobredentadura bola
Sobredentadura por bola
sobredentadura bola

Substituir vários dentes em falta

Pontes

Oferecem uma solução fixa para substituir um ou mais dentes em falta.
Os dentes em ambos os lados do espaço em falta são preparados pelo Médico Dentista para poderem apoiar os dentes em falta.

A ponte previne os dentes remanescentes de se movimentar para um espaço “livre” deixado pela perda dentária.

Os dentes que vão suportar a ponte são preparados e é feita uma impressão para construir a ponte com as proporções certas de tamanho, forma e cor.

Enquanto a ponte cerâmica definitiva está a ser feita em laboratório é usada uma ponte acrilica provisória. Com cuidados regulares de higiene oral e se não houver nenhum acidente traumático, uma ponte pode permanecer em boca durante muitos anos.

 

Pontes sobre dentes naturais
Pontes sobre dentes naturais

Pontes sobre dentes naturais

Para dois ou mais dentes em falta, uma ponte cimentada em dentes naturais é uma solução a longo prazo economicamente viável.

A ponte é suportada pelos dentes naturais adjacentes, que têm de ser desgastados antecipadamente para servirem como suporte para a nova ponte.

Pontes sobre implantes

Uma ponte suportada por implantes contraria a perda óssea e protege os dentes saudáveis restantes. Se estiverem em falta dois ou mais dentes, uma ponte firmemente ancorada em implantes possibilita um resultado esteticamente agradável e funcional que ajuda a prevenir a continuação de perda de osso natural.

Ponte cimentada
Ponte cimentada sobre implantes
Ponte aparafusada
Ponte aparafusada sobre implantes

Substituir um dente em falta

Coroa sobre implante:

Se apenas lhe falta um dente, uma coroa dentária totalmente em cerâmica sobre um implante dentário é, muitas vezes, a melhor opção.

O implante funciona como alicerce para uma coroa dentária.
A coroa cerâmica é, então, colocada sobre o implante dentário. Corresponde à tonalidade e contorno dos dentes naturais, de modo que ninguém consegue notar a diferença.

A substituição de um dente unitário por uma solução baseada em implantes não compromete os dentes saudáveis adjacentes, nem existe um risco que a continuação de perda óssea enfraqueça os dentes adjacentes.

Coroa sobre implante
Coroa sobre implante

Restaurar um dente danificado

Coroa num dente natural
Coroa num dente natural

Coroa num dente natural

Uma coroa dentária é utilizada para restaurar qualquer dente destruído ou esteticamente danificado. Muitas vezes, faz sentido restaurar o dente com uma coroa completamente nova.
Para este fim, o dente é suficientemente desgastado para que a nova coroa possa ser colocada na estrutura saudável restante do dente natural. Isto fornece os alicerces naturais e fortes para a nova coroa.
Se o dentista prescrever uma coroa cerâmica, esta será fabricada a partir de materiais biocompatíveis. Será individualmente fabricada para assegurar que corresponde perfeitamente aos dentes naturais adjacentes do paciente.
O tempo de preparação de uma coroa depende do estado do dente danificado. O dente vai ser preparado para assegurar que quando a coroa é colocada tenha o mesmo tamanho, forma e cor que um dente natural. Enquanto a coroa definitiva está a ser feita em laboratório, é usada uma coroa provisória acrilica fixa.

Prótese removível

Reabilitação oral que se adapta sobre a gengiva e sobre os dentes remanescentes do doente. Tem a desvantagem de ser necessário ser removida da boca para ser higienizada.
Este tipo de próteses podem ser totais, quando o doente não tem nenhum dente, adaptando-se à gengiva; ou parciais, quando o doente ainda conserva um ou mais dentes naturais na sua boca, sendo que a prótese se adapta à gengiva e aos dentes remanescentes do doente.

Existem dois tipos de próteses removiveis:

Prótese removível acrilica: mais volumosa;
Prótese removível esquelética: mais fina e de mais fácil adaptação.

Adaptação à nova prótese dentária

Usar uma prótese dentária parcal ou total é o começo e uma nova etapa na sua vida. A sua prótese irá permitir-lhe realizar tudo o que fazia com os seus dentes naturais.
No entanto, é importante que saiba que vai necessitar de algum tempo para se habituar à sua prótese e que provavelmente vai ter que adaptar os seus hábitos.

Reabilitação Oral & Tecnologia

No início

  • Surge a sensação de presença de um corpo estranho na boca.
  • Há produção de mais saliva que o normal.
  • A fala fica um pouco diferente.
  • É normal que morda as bochechas.
  • Sente dor e desconforto nas zonas de apoio da prótese.

 

Gengivas

A ausência dos dentes naturais leva ao desenvolvimento de um processo de perda óssea dos maxilares. Esta perda óssea faz com que a gengiva sofra alterações ao longo do tempo, no local onde a prótese está apoiada.

A gengiva vai retraindo e esta é a razão pela qual a prótese vai ficando cada vez mais desajustada. Estes desajustes na prótese provocam dor e desconforto.

 

Higiene da sua prótese

Escove a sua prótese com uma escova e pasta próprias para prótese.

Coloque a prótese num banho dental (água + pastilha de limpeza) durante 15 minutos, ou se preferir, durante a noite. Outra forma de limpar eficazmente a sua prótese é utilizar uma espuma antibacteriana em vez do banho dental.

Passe a prótese por água corrente antes de a voltar a colocar.

 

 

Recomendações

  • Nos primeiros dias, procure mastigar com cuidado para que não morda as bochechas nem sobrecarregue as gengivas. Quando comer, faça movimentos de mastigação verticais e tente mastigar alternadamente com ambos os lados da prótese.
  • Comece por ingerir alimentos mais fáceis de mastigar: carne picada, peixe, verduras cozidas, sopas e puré.
  • Para o ajudar a falar correctamente, leia em voz alta um texto num lugar silencioso. Isto vai permitir que se oiça a si mesmo e deste modo pode corrigir-se e habituar-se a falar com a prótese.
  • Para trabalhar os músculos da face, os lábios e a lingua, pode praticar, em frente a um espelho, gestos normais como falar ou sorrir.
  • Se sente dor ao trincar, ou se tem feridas na boca provocadas pelo uso da prótese, deve consultar o Médico Dentista.

Fixativos (tiras fixativas, pó ou creme) – uma grande ajuda

Aumentam a estabilidade da sua prótese. A falta de estabilidade pode provocar feridas e úlceras nas gengivas, principalmente na fase inicial de adaptação à prótese, o que faz com que a mastigação seja mais lenta.

Aumenta a força de mordedura, para que possa trincar com mais confiança alimentos mais duros (como uma maça),

Evita a penetração de alimentos entre a prótese e a a gengiva (como sementes do tomate, morangos, kiwi), que provocam desconforto e mau hálito.

Aumentam a sua segurança até que se esqueça que usa prótese

A clínica

pedromoutinho.pt

O nosso compromisso

A Clínica Dentária Dr. Pedro Moutinho prima por trabalhar segundo os melhores padrões de qualidade, promovendo a Saúde Oral a todos os seus clientes.